Notícias
Notícias
WhatsApp
02 de Dezembro de 2021
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Por unanimidade, associados do SINDPD aprovam prestação de contas 2019/2020
Em assembleia realizada nesta quinta-feira (02), os associados do Sindpd aprovaram por unanimidade a prestação de contas referente ao período de janeiro de 2019 a dezembro de 2020.






A assembleia foi conduzida pelo presidente do Sindpd, Antonio Neto. Participaram ainda diversos diretores, membros dos conselhos diretivo, fiscal e de ética, como Isabella Tsai, Paulo Roberto de Oliveira, Joel Chnaiderman, José Gustavo Oliveira Netto e João Antonio Nunes Gomes e Silva.

Durante a assembleia geral, foi ressaltada a importância da aprovação da prestação de contas dos anos de 2019 e 2020, além de debatidos os pontos relativos à autorizações de realização de investimentos, compras, alienação e outros atos que, comumente, são aprovados em assembleia para serem realizados no ano subsequente.


Neto enfatizou os desafios do atual momento e do sindicato, sublinhado que, mesmo diante da crise o Sindpd segue fortalecido e colecionando conquistas com todo o apoio dos trabalhadores da categoria.

"Tivemos déficits das receitas nos últimos dois anos, mas ainda assim a perspectiva é de que o Sindpd volte a ter mais tranquilidade no orçamento e possa dedicar um percentual da receita do sindicato para fundo de reservas e investimento, podendo contar com esses recursos para manutenção das instalações e outras necessidades de caráter essencial".

O presidente do Sindpd lembrou ainda da ausência de aumentos em diversas categorias durante esse ano, além da precarização do serviço público e privatização que atravessamos. É neste mesmo cenário que o Sindpd inicia hoje uma batalha pela campanha salarial de 2022, com mais de 5 mil trabalhadores inscritos e cerca de 60 cláusulas que buscam a garantia de direitos e benefícios ao trabalhador de TI e processamento de dados.

"Não queremos perder nenhuma das cláusulas que nos são muito caras e são conquistas de muitos anos". Esta é, para Antonio Neto, a principal razão da negociação direto com as empresas em muitos casos.

O diretor do Sindpd, Joel Chnaiderman, lembrou da importância do sindicato para conquistar Acordos Coletivos de Trabalho e PLR, garantias estas que o Sindpd conquistou mesmo durante esse período de crise.

João Antonio Nunes Gomes e Silva, vice-presidente do Sindpd, ressaltou o trabalho realizado pelo Sindpd neste ano difícil: "embora com déficit, nós estamos em pé. Só tenho a agradecer à toda categoria por todo o apoio durante esses anos".

O secretário-geral José Gustavo Oliveira Netto destacou ser este um período de recuperação, em que o Sindpd contou com o apoio dos trabalhadores e das empresas para a celebração de diversos Acordos Coletivos de Trabalho.

Compartilhe

WhatsApp
LEIA TAMBÉM