Notícias
Notícias
WhatsApp
13 de Maio de 2022
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Setor de TI entra na pauta eleitoral em 2022
Com uma demanda de mais 797 mil profissionais entre 2021 até o ano de 2025 e já representando 7,9% do PIB, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), o setor de TI começa a ganhar destaque na agenda eleitoral de 2022.



Portal TI Inside - A demanda média anual por esses profissionais está em 159 mil. Com um número de profissionais formados abaixo do que o mercado necessita, o déficit está em 103 mil e pode passar de meio milhão em cinco anos, segundo a Brasscom. A corrida em busca de profissionais, que já era grande até 2019, foi potencializada na pandemia da Covid-19, uma vez que todos os tipos de negócios tiveram que acelerar a digitalização para atender a demanda de consumidores que utilizam cada vez mais os canais digitais de compra.

O protagonismo do setor na agenda eleitoral tem sido incentivado pelo Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores de Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo). Presidido por Antonio Neto, que anunciou sua pré-candidatura a deputado federal pelo PDT, o sindicato tem buscado pautar as demandas do setor e dos trabalhadores no cenário político.

"Vivemos hoje uma conjuntura global, onde sem o profissional e as empresas do setor de TI vemos uma paralisação completa das atividades. Mas quando olhamos nosso cenário nacional, esse mesmo setor que já representa 7,9% do PIB e que mais cresce na economia segue sem regulamentação adequada e vê investimentos públicos pífios na capacitação profissional e em pesquisa e desenvolvimento. O local para fazer essas mudanças acontecerem é no Congresso", afirmou Neto.

Durante esse período pandêmico que atravessamos, onde a transformação digital do trabalho no Brasil teve sua trajetória acelerada, Neto foi um dos principais articuladores da desoneração da folha de pagamentos para o setor de tecnologia. "Essa foi uma medida para preservar empregos diante da inação do governo federal e estadual, mas a solução que defendo passa por investimentos pesados que coloquem o Brasil no mapa da Indústria 4.0 e que valorize o profissional de TI", completou o sindicalista.

Antonio Neto, que também é presidente do PDT na capital paulista, vem articulando junto do pré-candidato do partido ao governo de São Paulo, Elvis Cezar, e do presidenciável Ciro Gomes um projeto para o setor de TI que atue em todos os níveis da federação.

Elvis Cezar, durante seus dois mandatos como prefeito do município de Santana de Parnaíba, investiu forte no setor fazendo com que o município fosse considerado o número 1 do Brasil em Inovação e Dinamismo Econômico, de acordo com pesquisa realizada pelo CLP (Centro de Liderança Pública) e publicada através do Ranking de Competitividade dos Municípios dentre as cidades com população entre 100 mil e 149.999 habitantes. O Inova Parnaíba, projeto de fomento ao empreendedorismo, capacitação do capital humano para a tecnologia e acelerador de novas empresas já inaugurou o Centro de Startup no Parque Santana, que visa ser um celeiro de projetos nas áreas de ciência, inovação e tecnologia.

Já em 2021, o seu sucessor na prefeitura, Marcos Tonho, inaugurou ao lado de Elvis as bases do que virá a ser o Parque Tecnológico de Parnaíba. Com nome de Centro Tecnológico Itahyê e localizado em Alphaville, o prédio dois andares contará com 2.000 m² de área construída em uma área de 5.000 m², será organizado em espaços para incubação de empresas inovadoras com 22 salas, 3 auditórios, 4 salas de treinamento e reunião, centro de desenvolvimento em manufatura avançada, laboratório multiuso, sala de coworking, laboratório de simulação e sistemas críticos, estrutura ideal para pesquisa, desenvolvimento e inovação, projetos com as instituições de ensino superior e área estratégica para futuros projetos.

"Quando falamos do investimento em tecnologia da informação, falamos de uma economia limpa e com empregos qualificados. Essa é a tendência no mundo hoje", afirma o pré-candidato ao governo, Elvis Cezar.

As pautas trabalhistas também integram as demandas defendidas por Antonio Neto. "A realidade nos mostra que as chamadas ?reformas?, em especial a trabalhista e previdenciária, representaram um gritante corte de direitos e esmagamento da capacidade de reação dos trabalhadores. Isso nos mostrou que não adianta mais atuarmos somente na esfera sindical, uma vez que as alterações legislativas afetam diretamente na nossa vida".

"Por esse motivo, a nossa categoria passou a discutir com mais ênfase a importância de lutarmos para ter representação na Câmara dos Deputados. Isso já é praxe em diversos segmentos. Muitos setores já possuem representações parlamentares ao longo dos anos. Metalúrgicos, bancários, comerciários, trabalhadores na construção, caminhoneiros, taxistas, policiais, professores, etc. Entendemos que chegou a hora dos profissionais de TI, categoria mais importante em todos os segmentos da produção brasileira, também ter a sua", destacou.


Compartilhe

WhatsApp
LEIA TAMBÉM