Notícias
Notícias
WhatsApp
05 de Julho de 2022
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Antonio Neto se licencia para buscar uma vaga na Câmara Federal
Presidente do Sindpd, Antonio Neto é pré-candidato a deputado federal pelo PDT São Paulo e busca ser primeiro representante da categoria no Congresso Nacional



No último dia 02 de junho, Antonio Neto, presidente do Sindpd, se descompatibilizou do cargo para disputar uma vaga na Câmara Federal por São Paulo. Durante o afastamento de Neto, o Sindpd será comandado pelo vice-presidente João Antonio.

Antonio Neto é analista de sistemas e administrador de empresas. Trabalhou em empresas como a Sabesp, a Prodesp e a FEPASA e ajudou a fundar o Sindpd e a Central dos Sindicatos Brasileiros, além de ter presidido a Federação Sindical Mundial.

Na política participou ativamente de governos federais como membro de conselhos de desenvolvimento dos ex-presidentes Itamar Franco e Lula. Nesse período ajudou o então ministro Ciro Gomes a instituir a lei que garantiu aos trabalhadores a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) das empresas.

Representando a categoria de TI garantiu alguns dos mais ousados acordos coletivos do país estabelecendo, por exemplo, a jornada de 40 horas semanais para a categoria.

No comando do Sindpd e da CSB, protagonizou a luta no movimento sindical pela desoneração da folha salarial em todo o país, poupando milhões de brasileiros da amarga realidade do desemprego e da carestia.

Em entrevista recente ao IP News, Neto definiu a regulamentação dos profissionais em Tecnologia da Informação, a regulamentação do Home Office, uma profunda Reforma Tributária e a revisão da Reforma Trabalhista como bandeiras prioritárias para o possível mandato.

A reconversão e a capacitação profissional da categoria para atender a demanda do setor no próximo período também deve estar na agenda do pré-candidato.

"Temos uma ideia de aproveitar profissionais de outras áreas que não seja da tecnologia da informação, mas que tragam uma visão ampla para o setor. Um administrador de empresas, por exemplo, tem a visão de negócio. Há um grande número de trabalhadores de áreas que podem ser correlatas ao de TI, como matemática, engenharia e até direito, que estão deslocadas de sua área e podem passar por uma seleção para atuar em TI", disse Neto em entrevista.

Compartilhe

WhatsApp
LEIA TAMBÉM