Notícias
Notícias
24 de Maio de 2021
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Distrito e Johnson & Johnson criam projeto para capacitar jovens em TI para saúde
O programa MIL DEVs - Talentos Para o Bem busca capacitar jovens em situação de vulnerabilidade para inseri-lo no mercado de TI para saúde.



A Distrito, plataforma de inovação aberta, anunciou nesta sexta-feira (21) o programa MIL DEVs - Talentos Para o Bem. A iniciativa, que conta com o patrocínio da Johnson & Johnson por meio da divisão de Medical Devices, tem como objetivo capacitar jovens em situação de vulnerabilidade para inseri-lo no mercado de TI para saúde.

A primeira turma visa formar 80 programadores e a seleção de talentos será feita por meio de empresas especializadas no assunto: Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), Ensino Social Profissionalizante (Espro) e Fundação Hélio Augusto de Souza (Funhas/Cephas)

Os interessados em participar do programa devem se cadastrar no banco de talentos dessas instituições até 31 de maio, ou também pelo este link, disponível na plataforma 99Jobs.

Para se inscrever, é necessário ter acima de 18 anos, estar cursando ou ter concluído o ensino médio ou superior, ter acesso à internet, e ter interesse em ingressar no mercado de trabalho da TI.

Durante o projeto, os selecionados farão um treinamento em desenvolvimento de software, coordenado pela mesttra, uma startup especializada em tecnologia e inovação.

As aulas serão aplicadas a distância, com carga-horária diária de três horas durante seis meses. Ao final, os participantes receberão um certificado de conclusão e estarão capacitados para ocupar uma posição de desenvolvedor júnior.

Além disso, eles poderão ser contratados para ocupar posições dentro das empresas madrinhas com um contrato de experiência de três meses renovável. A empresa também poderá contratá-los desde o início do programa como parte do desenvolvimento.

MIL DEVs

A iniciativa MIL DEVs foi inspirada no programa global da Johnson & Johnson chamado "Talentos para o Bem", que possui esse mesmo DNA de capacitação de jovens em situação de vulnerabilidade para carreiras com carência de profissionais na área da saúde.

A Distrito afirma que essa primeira turma terá um número menor de participantes, mas a expectativa é expandir o projeto até 1 mil estudantes, tornando o programa sólido e anual.

A expansão será feita por meio de empresas madrinhas: companhias interessadas que poderão patrocinar os novos alunos, oferecendo posteriormente vagas para os formados.

"A carência de profissionais na área de tecnologia é um dos principais gargalos do Brasil já há algum tempo. No último ano, em função da pandemia, tivemos uma intensificação desse cenário, com digitalização acelerada nas mais diversas indústrias e escassez de profissionais para atender a esta demanda crescente", observa Gustavo Araujo, CEO do Distrito.

"Nos juntamos à mesttra e à Jonhson & Johnson Medical Devices nesta empreitada e esperamos que outras grandes empresas possam colaborar, financiando novas edições do programa", completa.

As organizações que se interessarem em participar como madrinhas, poderão se inscrever pelo site https://materiais.distrito.me/talentos-para-o-bem.




Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

ADESAO
ADESAO 50
Crédito Simulado Paketá
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar


NOTÍCIAS MAIS...

Sindpd com VC: Associe-se ao Sindpd e conheça todos os benefícios

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW

Conheça o Sindpd Digital
Facebook do Neto

Zap Neto
Zap Neto

CSB Zap
CSB Zap
O Sindpd está no Instagram
Homenagens - mulher
Homenagens - 75

HOMENAGENS
HOMENAGENS

FGTS
FGTS