Notícias
Notícias
20 de Julho de 2021
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Em assembleia, trabalhadores da Hitss do Brasil exigem Acordo Coletivo
Com a participação de mais de 400 funcionários, reunião trouxe relatos de descumprimento de cláusulas trabalhistas. Sindpd vai formalizar nesta semana abertura de negociação coletiva com a empresa



Na noite desta segunda-feira (19), o Sindpd se reuniu com mais de 400 trabalhadores da empresa Hitss do Brasil para falar sobre a Campanha Salarial 2020/2021, em discussão no Tribunal Regional do Trabalho, por causa da intransigência patronal.


No encontro, os funcionários relataram ao sindicato que a empresa não antecipou nada de reajuste, além de apontaram uma série de medidas de descumprimento das cláusulas de banco de horas, salários normativos, teletrabalho entre outros.


"A empresa atende o sindicato patronal ao não querer negociar um Acordo Coletivo com o Sindpd, mas não antecipa o reajuste indicado pelo próprio Seprosp. Se já não bastasse isso, a empresa vem promovendo um festival de precarização nas relações de trabalho. Implanta o teletrabalho sem nenhum tipo de suporte aos trabalhadores, não paga banco de horas e nem ao menos os salários normativos a empresa respeita", criticou Antonio Neto, presidente do Sindpd.


Durante a assembleia, os trabalhadores aprovaram por mais de 90% dos votos a abertura de negociação coletiva com a empresa para a formalização de um Acordo Coletivo de Trabalho válido para o biênio 2020 e 2021.


"Os trabalhadores mostraram indignação e engajamento para o enfrentamento que vamos fazer. O Sindpd vai encaminhar nesta semana o pedido de abertura de negociação coletiva. Queremos um acordo justo e que garanta dignidade aos nossos trabalhadores. Se a empresa se negar a negociar, a resposta será com greve e mobilização", orientou o presidente do Sindpd.


A diretora do Sindpd, Loide Mara, também participou do encontro e coletou as sugestões dos trabalhadores da empresa para a implantação de cláusulas especificas na pauta que será apresentada para a Hitss do Brasil na negociação.


"Faço um convite a todos os trabalhadores da base do Sindpd. Se a sua empresa estiver na mesma situação, nos mande um e-mail para [email protected] ou um Whatsapp (11) 99989-1023. Vamos juntos organizar o enfrentamento à precarização e lutar pelo reajuste salarial na sua empresa", convidou Neto.

Compartilhe

LEIA TAMBÉM