Notícias
Notícias
26 de Agosto de 2021
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Em audiência tensa, Sindicato patronal oferece reajuste abaixo da inflação para 2021 e Sindpd recusa acordo
Tentativa de conciliação no TRT, termina com proposta ultrajante do Seprosp



Na tarde desta quinta-feira (26), foi realizada uma audiência de conciliação de Dissídio Coletivo no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região visando um acordo para a Campanha Salarial 2021, que terminou sem acordo entre as partes.



O Sindpd, representante dos trabalhadores em Tecnologia da Informação, fez proposta para a manutenção de todas as cláusulas da Convenção Coletiva, reajuste das cláusulas econômicas com aumento real e a extensão para 180 dias da licença maternidade. O Seprosp, entidade patronal, rejeitou a proposta de reajuste e os 180 dias de licença maternidade. Pior! Apesar de ser o setor econômico que mais cresceu no último período, os patrões ofereceram um índice inferior ao INPC do período e uma proposta que visa liquidar a sustentação financeira e a independência do Sindpd.



"Com todo o respeito, mas me parece que os representantes do Seprosp estão vivendo no ?mundo de Bob?. Vivem em um mundo onde a inflação não estão corroendo salários e onde não há prática antissindical. Mas na prática os trabalhadores sabem o que está ocorrendo: arrocho salarial, uma carestia asfixiante, assédio, coação, prática antissindical e desrespeito aos direitos conquistados", afirmou Antonio Neto, presidente do Sindpd.



O presidente do Sindpd lembrou que o sindicato vem fechando acordos coletivos com pequenas, médias e grandes empresas, em assembleias virtuais, garantindo a manutenção de todas as cláusulas e até mesmo com aumento real.



"Somente as empresas que querem liquidar os direitos dos trabalhadores se negam em fechar um Acordo Coletivo. Infelizmente o Seprosp vem se deixando ser dirigido por essas empresas que precarizam, desrespeitam e insistem em asfixiar o sindicato. Que fique claro que não vamos aceitar a retirada de direitos, um reajuste vergonhoso e nem que tirem nossa independência", disse Neto.



Com a impossibilidade de conciliação, o caso foi enviado ao MPT para manifestação antes da designação do relator do processo no Tribunal.

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

ADESAO
ADESAO 50
FGTS
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar


NOTÍCIAS MAIS...

Crédito Simulado Paketá
Sindpd com VC: Associe-se ao Sindpd e conheça todos os benefícios

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW

Conheça o Sindpd Digital
Facebook do Neto

Zap Neto
Zap Neto

CSB Zap
CSB Zap
O Sindpd está no Instagram
Homenagens - mulher
Homenagens - 75

HOMENAGENS
HOMENAGENS

FGTS
FGTS