Notícias
Notícias
23 de Janeiro de 2020
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Funcionários da DATAPREV decidem sobre greve na próxima segunda
Após denúncias de assédio moral e demissões na empresa, Sindpd convoca assembleia com os trabalhadores



O Sindpd convoca todos os trabalhadores da DATAPREV para Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada no dia 27/01, com primeira convocação às 10h e a segunda às 10h30, em frente ao prédio da DATAPREV no endereço Rua Dr. Manoel Vitorino, 343 - Brás, São Paulo.

A decisão ocorreu após inúmeras denúncias de demissões em massa, precarização, assédio moral e coação em todo o Brasil. O encontro procura esclarecer dúvidas dos trabalhadores e conscientizar o desmonte promovido em todo o país, culminando com a crise na concessão de benefícios previdenciários pelo INSS.

Tal movimento ocorre no mesmo momento em que a empresa foi incluída no Programa de Parceria de Investimentos (PPI), medida que abre caminho para à privatização da DATAPREV.

A empresa, hoje, possui mais de 3500 funcionários distribuídos pelo Brasil. A estrutura conta com três data centers, localizados nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. A empresa possuí ainda cinco unidades de desenvolvimento, localizadas nas cidades de Fortaleza, João Pessoa, Natal, Rio de Janeiro e Florianópolis. O atendimento operacional e técnico é garantido pelas 27 regionais, uma em cada capital.

Ao passar a gestão dos nossos dados previdenciários para uma empresa privada, isso é, que tem compromisso único e exclusivo com o lucro de seus acionistas, o atual governo se arrisca a um vazamento sem precedentes dos dados da grande maioria dos brasileiros.

"Não são nas estatais que estão os maiores escândalos de venda de dados sigilosos. Vimos com o caso Facebook x Cambridge Analytca, o quão perigoso pode ser para um país passar para uma empresa acostumada ao tratamento comercial dos dados. Estão querendo jogar os trabalhadores da DATAPREV contra o povo brasileiro. Primeiro, eles desmontam a estrutura da empresa com demissões em massa e causam uma crise nacional na concessão de benefícios previdenciários. Depois, surgem declarações mentirosas e caluniosas do Sr. Salim Mattar (Secretário Especial de Desestatização) dizendo que os trabalhadores da DATAPREV vendem os dados públicos. Tudo isso para justificar a privatização da empresa. Os trabalhadores não vão aceitar esses ataques e a precarização que querem impor. Na assembleia vamos dialogar com os trabalhadores e mostrar a importância da unidade de todos os funcionários, em todo país, para barrar essas demissões e o desmonte da DATAPREV", afirmou Antonio Neto, Presidente do Sindpd.

A assembleia terá como pauta os seguintes pontos:
1- Informes e esclarecimentos aos trabalhadores sobre possíveis ameaças aos funcionários;
2- Decisão sobre a deflagração de greve geral a partir do dia 30/01 direcionando para a abertura de negociação para tratar da suspensão das demissões imotivadas;
3- Manutenção da assembleia em caráter de Assembleia Geral permanente com poderes de deliberação;
4- Eleição de uma comissão de funcionários para, junto do Sindpd, organizar o movimento paredista, fazendo interlocução com a Dataprev e demais funcionários.

Compareça! Juntos somos mais fortes!

Para tirar outras dúvidas encaminhe uma mensagem para o Sindpd Digital através do número (11) 99989-1023.






Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Sindpd com VC: Associe-se ao Sindpd e conheça todos os benefícios
Dataprev
Conheça o Sindpd Digital
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...

O Sindpd está no Instagram
Colônia de Férias

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW

Facebook do Neto

Zap Neto
Zap Neto

CSB Zap
CSB Zap
Homenagens - mulher
Homenagens - 75

HOMENAGENS
HOMENAGENS

FGTS
FGTS