Notícias
Esportes
03 de Outubro de 2017
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Na segunda fase do Campeonato de Futsal, times mostram equilíbrio e estabilidade física e emocional
Equipes dos grupos G, H e I disputaram a segunda rodada; destaque ficou por conta da BRQ, a única a abrir extensa vantagem sobre o time adversário, Saideira.



A cada fase as equipes têm mostrado mais garra para alcançar o título deste ano no Campeonato de Futsal. A última disputa, realizada no sábado, dia 30 de setembro, foi um bom exemplo da corrida que está sendo travada, jogo a jogo.

A primeira partida foi realizada entre a Linx e a Tivit Work. O jogo começou equilibrado, mas o primeiro gol foi da Linx. A Tivit empatou em seguida, mas a equipe adversária conseguiu abrir vantagem, o que não foi o suficiente para que não fosse cometida a falta que levou à expulsão de Elizeu Alessandro, camisa 3 da Linx. O jogo acabou 3 a 2 para a Linx, mesmo com um homem a menos em quadra.

Na disputa entre a Totvs e a PBC não houve amarelo ou expulsão, mas os times mantiveram a estabilidade para uma segunda rodada regada a "quase". A Totvs abriu o placar, e a PBC demorou para conseguir alcançar; quando alcançou, a Totvs marcou novamente e abriu espaço no placar. O gol da derrota da PBC aconteceu no segundo tempo. A partida terminou em 3 a 1 para a Totvs.

A BRQ entrou em quadra para ganhar da Saideira. Foram 4 gols marcados pelo mesmo jogador: Allex Fernandes. O atleta foi o pesadelo da defesa da equipe Saideira, que não conseguiu sair do zero na disputa. O jogador marcou 4 dos 6 gols da vitória. Os outros dois foram marcados pelo camisa 9, Igor José. O jogo acabou em 6 a 0 para a BRQ.

Flavio Petreca, da BRQ, afirmou que o time não esperava a facilidade nesse jogo. "A gente entrou bem concentrado e venceu. Mas acabou dando tudo certo e conseguimos levar o jogo fácil. A equipe deles é uma equipe boa e acho que vai dar bastante trabalho", alertou. "Vamos ver o que rola de agora em diante".

Definitivamente o jogo mais equilibrado do ponto de vista técnico e da torcida foi entre a Tecban e Cidadãos do Futuro, que se enfrentaram na segunda fase de uma forma quase gladiadora. Já não havia espaço na quadra para tanta movimentação, tanto que aconteceram 3 cartões amarelos na partida. O único gol aconteceu logo no primeiro tempo.

De acordo com Marcos de Souza, a equipe foi com poucos jogadores porque a maioria teve que trabalhar, então marcaram presença com uma estratégia bem definida de defesa. "A ideia era jogar por uma bola, um erro do adversário. Jogamos mais ou menos com esse objetivo. A gente foi sentindo o adversário aos poucos na partida e depois a hora que sentimos confiança conseguimos fazer um gol e voltamos à estratégia inicial", contou. "Nos defendemos até o último minuto e deu certo. Não foi um jogo bonito, mas foi bem estudado".

Clique aqui quais serão os próximos jogos.

Jogos do dia 30/9/2017




Compartilhe

LEIA TAMBÉM