Notícias
Releases
01 de Agosto de 2012
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Número de profissionais de TI com pós-graduação é maior no interior
Categoria apresenta escolaridade elevada; 73% possuem formação superior

O índice de profissionais de Tecnologia da Informação (TI) que possuem pós-graduação é 5% maior no interior do que na capital paulista. É isso que aponta uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, feita a pedido do Sindicato de Trabalhadores de TI do estado de São Paulo (Sindpd).

Com o crescimento do setor de TI e a alta procura por profissionais qualificados, se especializar é o melhor caminho para conseguir melhores colocações e consolidar a carreira na área. Essa necessidade já é percebida por boa parte da categoria, 73% dela têm escolaridade elevada. No estado, 49% têm o superior completo e 23% já fizeram pós-graduação.

A região metropolitana é a que retém mais trabalhadores com graduação, 51%. Já entre os profissionais pós-graduados, 27% estão em cidades interioranas. Enquanto na capital e em suas imediações, o índice cai para 22%.

Segundo o presidente do Sindpd, Antonio Neto, aumentar a qualificação é algo que o profissional de TI deve buscar, mas é também necessário investimento vindo das empresas. "Os trabalhadores já sabem da necessidade de se especializar. Nossa pesquisa mostra que 79% das pessoas usam o tempo livre para estudar. E o benefício oferecido pelo Sindpd que recebe maior aprovação é o desconto em instituições de ensino. Mas é preciso que as companhias paguem bons salários e incentivem seus funcionários a se qualificarem".

O estudo revela que apenas 30% dos entrevistados aprovam o incentivo à educação oferecido pelas empresas. Para 40%, esses quesitos são ruins ou péssimos. "Esse é mais um indicador da importância dos planos de carreira e da qualificação. Num mercado com escassez de mão de obra, fazer investimentos nessas áreas é a melhor forma para manter os profissionais e evitar que eles troquem de emprego na primeira oferta da concorrência", completou Neto.


Compartilhe

LEIA TAMBÉM