Notícias
Campanha Salarial
17 de Janeiro de 2020
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Patrões se negam a negociar e Sindpd sai da mesa
Negociação é paralisada na primeira rodada devido a subterfúgio usado pelos empresários para impedir diálogo; Sindpd fará acordo diretamente com as empresas



A negociação da Convenção Coletiva de 2020, realizada nesta sexta-feira (17), foi paralisada nos primeiros 15 minutos de discussão. O motivo: a insistência da comissão patronal de estabelecer, literalmente, premissas para dar prosseguimento à negociação, manobra utilizada nos últimos dois anos para evitar os debates e o acolhimento da pauta de reivindicação dos trabalhadores de TI, sobretudo no que corresponde ao aumento salarial. O Sindpd reivindica 6,48% de reajuste em todas as cláusulas.

"Todos os anos é a mesma coisa, os empresários colocam o "bode na sala" para tentar subjugar o sindicato a aceitar o corte de direitos e um aumento irrisório. Mas não vamos sucumbir a essa estratégia, sobretudo porque somos um sindicato de uma categoria que quer e exige respeito. No ano passado eles enrolaram o ano inteiro e só conseguimos resolver a questão na Justiça, fato que nos impediu de iniciar um processo de negociação direto com as empresas. Esse ano será diferente", afirmou o presidente do Sindpd, Antonio Neto, logo após a paralisação das negociações.

Segundo o presidente, em 2019 os empresários fizeram a mesma manobra, tentando jogar o trabalhador contra o sindicato, para logo depois propor meia hora de almoço, o fim da PLR, fim do adiantamento salarial e um reajuste de 2,75%, o que não repunha sequer a inflação. "Por respeito à categoria decidimos não ouvir esse tipo de indecência novamente. Se eles quiserem negociar, que negociem. É melhor discutir diretamente com as empresas", destacou.



A estratégia usada pelos patrões para bloquear o processo de negociação foi a de exigir que o sindicato abrisse mão das cláusulas que asseguram o financiamento da estrutura sindical, fato que fere a autonomia de organização e decisão assemblear da categoria.

"Sabemos que isso foi utilizado na mesa de negociação como uma premissa para impedir o avanço das discussões, pois a intenção patronal é tentar forçar o sindicato a aceitar um reajuste abaixo da inflação e a retirar outros itens da Convenção. Não vamos admitir falta de respeito com a categoria, muito menos prática antissindical na mesa de negociação", disse Neto.

No início deste ano, o Sindpd já notificou grandes empresas do setor e as denunciou ao Ministério Público do Trabalho por práticas antissindicais. Prodesp, Totvs, BRQ, Tivit, Qintess (Resource), Nalba Technology e Hash Lab distribuíram circular para todos os funcionários com o objetivo de induzir os trabalhadores a não contribuírem com o sindicato, fato que fere a lei.

"A autorização de desconto, ou não, de contribuições em favor do Sindicato depende exclusivamente da vontade dos trabalhadores, e só pode ser exercida em Assembleia Geral. A relação entre trabalhadores e a entidade que os representa, é regulamentada pelo Estatuto do Sindicato. Nele estão os direitos e obrigações dos filiados e não filiados. Ele é a fonte de direito que fortalece a organização de trabalhadores e veda a intervenção de empregadores que busque instabilizar a liberdade sindical, afirma a notificação.

O Sindpd encaminhará para todas as empresas de São Paulo na semana que vem uma circular anunciando o início das negociações individuais, tendo por base a pauta aprovada nas assembleias de dezembro. Além disso, discutirá estratégias distintas para mobilizar e organizar os trabalhadores das empresas.

Na próxima semana faremos uma live com o presidente Antonio Neto para maiores esclarecimentos e tirar suas dúvidas.

Mande seu comentário, opinião ou denúncia pelo nosso Whattsapp.





Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Esclarecimentos Carta de Oposição
Pasi
Sindpd com VC: Associe-se ao Sindpd e conheça todos os benefícios
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...


Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW

Conheça o Sindpd Digital
Facebook do Neto

Zap Neto
Zap Neto

CSB Zap
CSB Zap
O Sindpd está no Instagram
Homenagens - mulher
Homenagens - 75

HOMENAGENS
HOMENAGENS

FGTS
FGTS