Notícias
Notícias
19 de Abril de 2021
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Redução de jornada e salário deve sair essa semana, veja regras
O BEm 2021 está previsto nos mesmos moldes do ano passado, permitindo um acordo entre empregado e empregador para uma possível redução de jornada e salário proporcional em 25%, 50% e 70%. Além disso, a suspensão temporária do contrato de trabalho também deve voltar.



O Governo Federal parece finalmente ter encontrado uma saída para o benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, mais conhecido como BEm. Diante de uma série de adiamentos e a forte pressão dos empresários referente a medida que permite a redução de jornada e salário além da suspensão temporária do contrato de trabalho, o desfecho deve acontecer essa semana.

Conforme divulgou o presidente nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) Paulo Solmucci, após reunião que aconteceu na última terça-feira (13) entre Solmucci, o presidente da república, Jair Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes, o ministro garantiu que a votação do PLN 2/2021, que permite a abertura de créditos extraordinários no Orçamento de 2021 destinados a programas emergenciais para redução de salário e jornada na iniciativa privada e apoio a micro e pequenas empresas, deve acontecer nessa semana.

O próprio presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco confirmou que serão realizadas duas sessões do Congresso Nacional na próxima semana, sendo uma nessa segunda-feira (19) e outra nessa terça-feira (20) onde um dos assuntos será a votação do PLN 2/2021.

"Nós vamos nos dedicar para votarmos o PLN 2, que é muito importante para garantir a implantação no Brasil dos programas de manutenção do emprego, e do Pronampe, de auxílio às pequenas e micro empresas, e também a apreciarmos diversos vetos presidenciais, que é atribuição do Congresso Nacional", disse Pacheco.

FGTS

Regras do BEm

O BEm 2021 está previsto nos mesmos moldes do ano passado, permitindo um acordo entre empregado e empregador para uma possível redução de jornada e salário proporcional em 25%, 50% e 70%. Além disso, a suspensão temporária do contrato de trabalho também deve voltar.

De acordo com informações do governo, cerca de 10 milhões de empregos foram preservados com o programa de redução de jornada e salário, onde 1,46 milhões de empresas aderiram ao programa e mais de 20 milhões de acordos foram realizados.

Conheça às regras do programa para este ano:

Redução de Jornada e Salário em 25%

Caso o trabalhador e a empresa acordarem na redução de jornada e salário em 25% - A empresa paga 75% do salário e o governo os outros 25%.

Redução de Jornada e Salário em 50%

Se o trabalhador e a empresa acordarem na redução da jornada e salário em 50% - A empresa paga 50% do salário e o governo os outros 50%

Redução de Jornada e Salário em 70%

Se o trabalhador e a empresa acordarem na redução de jornada e salário em 70% - A empresa paga 30% do salário e o governo os outros 70%

Suspensão temporária do contrato de trabalho

Quando o empregado e empregador aceitam o acordo de suspensão temporária de contrato de trabalho, o pagamento dos salários ao trabalhador irá variar de acordo com o faturamento da empresa.

Fonte: Jornal Contábil

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

ADESAO
ADESAO 50
Crédito Simulado Paketá
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar


NOTÍCIAS MAIS...

Sindpd com VC: Associe-se ao Sindpd e conheça todos os benefícios

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW

Conheça o Sindpd Digital
Facebook do Neto

Zap Neto
Zap Neto

CSB Zap
CSB Zap
O Sindpd está no Instagram
Homenagens - mulher
Homenagens - 75

HOMENAGENS
HOMENAGENS

FGTS
FGTS