Notícias
Campanha Salarial
27 de Janeiro de 2020
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Sindpd decide negociar reajuste salarial direto com empresas de TI de SP


Após reunião com o Seprosp, sindicato que representa as empresas de TI do Estado de São Paulo, o Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd) decidiu que vai negociar acordos coletivos de trabalho diretamente com as empresas. O Sindpd reivindica aumento de 6,48% em todas as cláusulas econômicas, ou seja, salário e benefícios.

Na semana passada, os dois sindicatos haviam se reunido para debater o reajuste salarial da categoria em 2020. Na ocasião, o Sindpd também defendeu a manutenção dos benefícios já adquiridos pelos trabalhadores de TI, como jornada de trabalho diferenciada, auxílio creche, vale-refeição e participação nos lucros (PLR). A reunião, no entanto, foi paralisada logo nos primeiros 15 minutos, segundo o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

Ele diz que o Seprosp impôs que o Sindpd abrisse mão das cláusulas que tratam do financiamento da estrutura sindical, "o que fere a autonomia de organização e decisão assemblear da categoria". Ainda segundo o Sindpd, este tipo de manobra foi usada no ano passado, quando o reajuste só foi concedido após decisão da Justiça. O representante patronal também propôs meia hora de almoço, o fim da PLR, fim do adiantamento salarial e um reajuste de 2,75% - valor que não repõe a inflação.

Por isso, na visão do sindicato, a discussão direta com as empresas será o melhor caminho para obter suas reivindicações. O Sindpd encaminhará ainda esta semana para todas as empresas do Estado uma circular convocando os patrões para as negociações individuais, tendo por base a pauta aprovada nas assembleias de dezembro.

Empresas distribuem memorando para funcionários saírem de sindicato

No início deste ano, o Sindpd denunciou ao Ministério Público do Trabalho a Prodesp, a TOTVS, a BRQ, a Tivit, a Qintess (Resource), a Nalba Technology e a Hash Lab por distribuírem circular para todos os funcionários com o objetivo de induzir os trabalhadores a não contribuírem com o sindicato, fato que fere a lei, de acordo com o Sindpd.

Em notificação às empresas, o sindicato afirma que a autorização de desconto, ou não, de contribuições em favor do sindicato depende exclusivamente da vontade dos trabalhadores, e só pode ser exercida em Assembleia Geral.

Fonte: IPInside

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Esclarecimentos Carta de Oposição
Pasi
Sindpd com VC: Associe-se ao Sindpd e conheça todos os benefícios
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...


Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW

Conheça o Sindpd Digital
Facebook do Neto

Zap Neto
Zap Neto

CSB Zap
CSB Zap
O Sindpd está no Instagram
Homenagens - mulher
Homenagens - 75

HOMENAGENS
HOMENAGENS

FGTS
FGTS