Notícias
Notícias
WhatsApp
26 de Março de 2024
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
CEO da Soulcode debate os desafios na qualificação e inserção de mulheres no mercado de TI
Com um currículo extenso, Carmela Borst falou a experiência de atuar como uma agente social capaz de incluir aquelas que não tiveram as mesmas oportunidades



Há mais de 25 anos na área de tecnologia, Carmela Borst, CEO da SoulCode, debateu os propósitos da figura feminina dentro do ambiente de trabalho e a luta para desmistificar um padrão ainda vigente na categoria, pouco inclusivo em relação ao público feminino e sobretudo periférico.

O painel ocorreu na sede do Sindpd-SP, que promoveu o seminário "Desafios para a Inclusão Feminina no Setor de TI" nesta terça-feira (26). Carmela é uma das primeiras - e poucas - mulheres a ocupar cargos de liderança no setor de tecnologia, e tem como preceito básico a educação e o empoderamento feminino.

LEIA: Reforma trabalhista favoreceu aumento do assédio, diz Mestre em Direito do Trabalho

Hoje à frente da Soulcode, ela contou sobre o trabalho com a inclusão e capacitação de pessoas em desvantagem social. Ser uma pessoa inconformada foi o que propulsionou Carmela na luta pela democratização da educação digital no país, sobretudo àqueles que não dispõem de recursos, residentes de favelas e mulheres sem oportunidades no mercado de trabalho.

A Soulcode é uma EdTech que oferece mais do que educação técnica. A iniciativa também oferece aprendizado de inglês (idioma fundamental para o profissional de TI) e valoriza o que se denomina no mercado de "soft skills", que são habilidades mais subjetivas como: trabalho em equipe, comunicação, liderança, criatividade, pensamento crítico, entre outras.

"A Edtech foi fundada por uma mulher. Mais de 50% das alunas são mulheres, com autoestima muito baixa e que não acreditam que podem programar e ocupar essas posições".

Segundo Carmela, uma mulher que deseja ingressar num mercado como este precisa exercitar sua confiança, para que, então, se possa trabalhar as "hard skills" - conhecimentos mais técnicos e específicos.

Com um currículo extenso, a CEO da Soulcode falou sobre a consciência de ser uma mulher com privilégios, que se vê na posição de atuar como uma agente social capaz de incluir aquelas que não tiveram as mesmas oportunidades.

Carmela Borst é especialista em ESG, Tecnologia e Marketing, foi vice-presidente da América Latina da Oracle, Infor e AON, com passagens por Harvard e Stanford, e conselheira administrativa pelo IBGC.

Também atua como conselheira das ONGs Gerando Falcões, Casa do Zezinho, Instituto Ser+, Instituto Capim Santo e curadora e parceira da Cufa, Carmela Borst também carrega o prêmio ONU Mulheres, nos Estados Unidos, pela ODS Educação de Qualidade.

Para conhecer mais sobre o trabalho da Soulcode, cursos e bootcamps, acesse: soulcode.com.

(Foto: Divulgação/Sindpd-SP)


banner filie-se
Compartilhe

WhatsApp
LEIA TAMBÉM
Colonia PCDs vagas


PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade

BUSCAR


View this profile on Instagram

Sindpd (@sindpdsp) Instagram photos and videos



MAIS ACESSADAS
Clausula 53 Benefícios - Resumo reduz