Notícias
Notícias
WhatsApp
02 de Dezembro de 2022
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Presidente do Sindpd participa de encontro com presidente eleito Lula
Revisão de pontos da Reforma Trabalhista, fortalecimento das negociações coletivas e regulamentação do home office estiveram na pauta



O presidente do Sindpd e da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Neto, participou de um encontro de presidentes das Centrais Sindicais (CSB, CUT, Força, UGT, NCST e CTB) e de outras entidades sindicais com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, na manhã desta quinta-feira, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Na reunião, os dirigentes apresentaram ao presidente eleito as prioridades do movimento sindical e do mundo do trabalho para os próximos anos.

- Criação de uma legislação que garanta direitos e proteções aos trabalhadores em aplicativos e plataformas digitais

- Política de Valorização e Recuperação do Salário Mínimo: Retomada dos reajustes salariais acima da inflação para recuperar o poder de compra dos trabalhadores. Para 2023, a proposta é a repetição do mecanismo que foi utilizado até 2018: INPC (jan-dez/22) + 4,6%(crescimento do PIB em 2021).

- Fortalecimento das negociações coletivas e dos sindicatos para estabelecer um processo de negociação paritário entre trabalhadores e patrões.

- Revisão dos pontos mais nocivos aos trabalhadores da Reforma Trabalhista e das demais mudanças nos últimos anos.

- Reestabelecimento do Ministério do Trabalho com a estrutura anterior e participando de forma transversal das políticas públicas a serem implementadas.

- Democratização do Sistema S com paridade bipartite e rotatividade na presidência

- Abertura imediata da mesa de negociação entre os servidores públicos e o Governo Federal, retirada da PEC 32 e a realização de concursos públicos.

O presidente Antonio Neto parabenizou o presidente Lula pela vitória e desejou sucesso na reconstrução do Brasil.

"O diálogo está de volta! Saio da reunião com a certeza que voltamos a ter um Governo que debate as divergências e constrói as convergências com diálogo e respeito ao Movimento Sindical", avaliou Neto.

Aproveitando o encontro, o presidente do Sindpd entregou a Lula, o documento com a pauta elaborada pela CSB, a partir do seminário "Sindicatos Fortes, Brasil mais Justo" - realizado virtualmente no último dia 22.

Um dos pontos que o documento pede é a revogação do fim da obrigatoriedade das homologações no sindicato e a revisão da lei que acabou com o controle de jornada e de horas extras para trabalhadores em homeoffice.

Compartilhe

WhatsApp
LEIA TAMBÉM