Notícias
Releases
17 de Agosto de 2012
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Paulinho da Força defende redução do ISS em debate promovido por sindicato de TI
Candidato do PDT foi o primeiro a participar de ciclo de encontros com os concorrentes a prefeitos

O candidato à prefeitura de São Paulo, Paulinho da Força, defendeu a redução do ISS (Imposto Sobre Serviço) na periferia da cidade. A proposta, apresentada nesta sexta-feira (17) durante o Ciclo de Debates no Sindicato dos Trabalhadores de TI (Sindpd), seria  a solução, segundo Paulinho, para levar empresas do setor de TI para bairros afastados do centro. 

De acordo com ele, é desnecessário que profissionais trabalhem na região central. Por isso, é importante que a prefeitura ajude a criar oportunidades de empregos para os moradores dos locais mais afastados, evitando que eles precisem se locomover para o centro.  O ISS mais baixo nessas regiões favoreceria, segundo o candidato, a criação de polos de tecnologia.

"Hoje em dia, temos empresas até de Santa Catarina oferecendo serviços de call center para São Paulo. Esses profissionais não necessitam trabalhar no centro. Levando essas empresas para as periferias, vamos conseguir desenvolver os bairros, levar mais empregos para os moradores e descongestionar o trânsito", afirmou Paulinho.

Algumas cidades da região metropolitana, como Alphaville, Barueri e Santana de Parnaíba, e outras capitais como Recife e Curitiba já reduziram o valor do imposto para 2%. O que levou várias empresas do setor para esses locais. Em São Paulo, a alíquota ainda é de 5%. Com a proposta, a taxa em vigor seria mantida no centro e cairia para 2% nos subúrbios. Paulinho foi o primeiro candidato à prefeitura de São Paulo a participar do Ciclo de Debates promovido pelo Sindpd. Para o presidente do Sindpd, Antonio Neto, a iniciativa é importante para discutir as propostas de TI direcionadas ao município.

"É fundamental trazermos as questões de TI para o debate eleitoral. A tecnologia tem que ser uma aliada na resolução dos problemas que a população enfrenta, como trânsito, saúde e educação. Por isso, é importante que os candidatos apresentem as propostas para esses setores e para nossa categoria", pontuou Neto.


Compartilhe

LEIA TAMBÉM